Tools

Siemens AngolaSiemens Angola

Siemens Angola apoia construção da nova Mediateca da escola Dom Bosco

terça-feira, 16 de janeiro de 2018


  • Apoio inserido na estratégia de responsabilidade corporativa da empresa

  • Parceria com a Dom Bosco tem já mais de três anos

  • Empresa já tinha doado 2000 livros e organizado acções de voluntariado nesta escola

A Siemens Angola contribuiu para a finalização das obras da nova Mediateca da Escola Dom Bosco. Este apoio foi dado no âmbito de uma parceria que a Siemens tem, desde 2014, com este estabelecimento de ensino, quando firmou um protocolo de cooperação com o Grupo da Amizade, uma organização não-governamental que desenvolve iniciativas sociais.

A Escola Dom Bosco tem 2000 alunos desde o pré-escolar ao ensino secundário, incluindo a alfabetização e a formação profissional de adultos. Este estabelecimento de ensino situa-se no município do Cacuaco, na zona norte de Luanda, e está rodeado por uma comunidade de pescadores com carências educacionais.

“A Siemens Angola tem apoiado esta instituição de ensino no âmbito da sua estratégia de responsabilidade corporativa, porque defendemos que tão importante como o negócio é o nosso envolvimento com a comunidade local, tentando fazer a diferença em áreas como a educação”, disse Sérgio Filipe, CEO da Siemens Angola.

Para além do apoio financeiro dado a esta instituição, a Siemens já recolheu, junto dos colaboradores da empresa, mais de 2.000 livros para doar à escola.

Realizou ainda acções de voluntariado, através das quais os seus colaboradores desenvolveram actividades lúdicas e pedagógicas com a comunidade escolar, relacionadas com as temáticas do ambiente, saúde e energia.

Em Angola são vários os projectos de responsabilidade corporativa em curso, cujo foco é a educação e a formação. Exemplo disso são as parcerias que a empresa tem estabelecido com universidades e institutos politécnicos, como a Universidade Agostinho Neto, o Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Ciências (ISPTEC), o Instituto Médio Industrial de Luanda (IMIL) ou o Instituto Médio Politécnico do Soyo. Estas visam equipar os estabelecimentos de ensino com as tecnologias mais atuais em áreas de grande importância como a automação ou a robótica, e melhor preparar os alunos para os desafios que vão enfrentar no mercado de trabalho.


Rita Silva 

 ritas.silva@siemens.com