Tools

Siemens PortugalSiemens Portugal

Site ExplorerSite Explorer
Close site explorer

Detetor de espaços de estacionamento: Siemens lança primeiro projeto-piloto do mundo numa área pública

terça-feira, 20 de outubro de 2015

  • Empresa pretende facilitar a vida dos condutores de automóveis que procuram estacionamento nos centros das cidades

  • Sensores monitorizam áreas de estacionamento e avisam quais os espaços livres

  • Congestionamentos vão deixar de estar relacionados com a procura de estacionamento

Para que as horas passadas no carro, às voltas à procura de estacionamento, cheguem ao fim, a Siemens e os seus parceiros lançaram, em Berlim, o primeiro projeto-piloto do mundo que visa simplificar a procura de um espaço de estacionamento. A empresa instalou, para fins de teste e demonstração, sensores-radar em postes de iluminação de rua, que fornecem informações sobre a ocupação dos espaços para estacionamento. A rede de sensores instalada analisa uma área superior a 30 metros, que equivale a entre cinco a oito espaços de estacionamento.

"Graças ao nosso sistema, a procura por um lugar de estacionamento, que por vezes é stressante, pode agora ser feita de uma forma consideravelmente mais fácil, visto que a informação sobre os lugares de estacionamento disponíveis pode ser transmitida aos condutores, antes mesmo de estes iniciarem a sua viagem", afirma Jochen Eickholt, CEO da Divisão Mobility da Siemens. Os resultados deste piloto estarão disponíveis em 2016 e deverão comprovar que, reduzindo o trânsito provocado pela procura de estacionamento, o sistema pode ajudar a diminuir as emissões de CO2.

No âmbito do projeto de investigação City2.e 2.0, a Siemens está a demonstrar, através deste projeto-piloto, uma forma mais rápida de encontrar estacionamento junto aos passeios da conhecida rua Bundesallee, em Berlim, em cooperação com o Departamento do Senado do Desenvolvimento Urbano e Ambiental de Berlim (SenStadtUm), o VMZ Betreibergesellschaft mbH, o Instituto para a Proteção do Clima, Energia e Mobilidade (IKEM) e o Centro de Inovação Robótica do Centro de Pesquisa Alemão de Inteligência Artificial (DFKI).

Nesse sentido, as luminárias de iluminação pública foram equipadas com os sensores-radar, que monitorizam continuamente os espaços de estacionamento livres e o número de lugares "e-parking" ocupados e comunicam a informação ao software de gestão de espaços de estacionamento.

Os dados recolhidos pelo sistema podem ser utilizados pelo Centro de Informações de Tráfego, para os seus próprios serviços de informação, ou encaminhados através de uma interface de dados, como os operadores de aplicações, para que os condutores possam sempre encontrar lugares de estacionamento livres, usando simplesmente o seu smartphone, um dispositivo de navegação ou os sinais de orientação de estacionamento.

Um dos aspetos chave é a aplicação de software, desenvolvida pelo Centro de Inovação Robótica, que utiliza métodos de aprendizagem inteligente. Os dados dos sensores de estacionamento ajudam o sistema a reconhecer situações típicas de estacionamento. Essa capacidade de aprendizagem permite ao sistema prever, com antecedência, quando e onde existirão as melhores hipóteses de encontrar um espaço de estacionamento livre. O sistema também está equipado com um planeador de percursos multimodal que, no caso de não haver lugares de estacionamento disponíveis, fornece informações, em tempo real, sobre as opções possíveis de mudança para serviços de transporte público.

O projeto é financiado pelo Ministério Federal Alemão para o Meio Ambiente, Conservação da Natureza, Construção e Segurança Nuclear (BMUB), que pretende reduzir o dióxido de carbono e as emissões poluentes e ruído causados pelo tráfego rodoviário.

Poderá encontrar fotos e outros materiais sobre este tema em: www.siemens.com/press/smart-parking


Rita Silva 

 ritas.silva@siemens.com