Tools

Siemens PortugalSiemens Portugal

Site ExplorerSite Explorer
Close site explorer

Primeira autoestrada elétrica do mundo inaugurada na Suécia

quinta-feira, 7 de julho de 2016

  • Sistema de catenária para camiões desenvolvido pela Siemens em parceria com a Scania

  • Sistema reduz para metade o consumo de energia e diminui a poluição do ar na região

  • Objetivo da Suécia é não utilizar combustíveis fósseis no setor dos transportes até 2030

Foi aberta ao trânsito a primeira autoestrada eletrificada (eHighway) do mundo, na Suécia. Durante os próximos dois anos, um sistema de catenária da Siemens para camiões será testado num trecho de dois quilómetros da autoestrada E16, a norte de Estocolmo. O teste será realizado com dois veículos híbridos diesel fabricados pela Scania, e que foram adaptados para circular com catenária, numa colaboração com a Siemens. "O sistema eHighway da Siemens é duas vezes mais eficiente que os motores de combustão interna convencionais. Esta inovação fornece a energia elétrica necessária aos camiões através de uma catenária. Daí resulta não só a redução do consumo de energia para metade como ainda uma diminuição da poluição do ar", explica Roland Edel, da Divisão Mobility da Siemens.

Os transportes são responsáveis por mais de um terço das emissões de CO2 da Suécia, e quase metade deve-se ao transporte de mercadorias. Como parte da sua estratégia de proteção climática, a Suécia está empenhada em ter um setor de transportes livre de combustíveis fósseis até 2030. Uma vez que o transporte de mercadorias continua a crescer, o transporte rodoviário de mercadorias deverá crescer também, não obstante o aumento da capacidade do transporte ferroviário. Portanto, é necessário encontrar uma solução para o transporte rodoviário de mercadorias que seja livre de emissões.

Durante os dois anos de teste, a Autoridade de Transportes sueca Trafikverket e o município de Gävleborg pretendem criar uma base de conhecimento para avaliar se o sistema eHighway da Siemens é adequado para uso comercial a longo prazo e decidir sobre a sua implantação futura. "A maior parte das mercadorias na Suécia é transportada por estrada, e apenas uma pequena parte destas poderá ser transferida para outros meios de transporte. É por isso que temos de tornar os camiões menos dependentes de combustíveis fósseis, de modo a que possam continuar a ter utilidade no futuro. As estradas eletrificadas oferecem esta possibilidade e são um excelente complemento para o sistema de transporte", diz Anders Berndtsson, estrategista-chefe da Autoridade de Transportes sueca.

A peça central do sistema é um pantógrafo inteligente ligado a um sistema de acionamento híbrido. Um sistema de sensores permite a ligação e desligação do pantógrafo da linha de contacto a velocidades de até 90 km/hora. Os camiões equipados com o sistema vão buscar a energia à catenária enquanto circulam, tornando a marcha eficiente e livre de emissões. Graças ao sistema híbrido, os veículos também podem voltar a circular sem a linha de contacto, mantendo-se, assim, a flexibilidade dos camiões convencionais. A tecnologia eHighway apresenta uma configuração aberta. Ou seja, permite a implementação de soluções com bateria ou de gás natural como alternativa ao sistema de acionamento híbrido diesel utilizado na Suécia. Deste modo, o sistema pode ser adaptado de forma flexível às respetivas aplicações.

Mais informações, fotografias de imprensa e vídeos disponíveis em

http://www.siemens.com/press/ehighway


Rita Silva 

 ritas.silva@siemens.com