Tools

Siemens PortugalSiemens Portugal

Site ExplorerSite Explorer
Close site explorer

Siemens vai construir em França nova linha de metro automático

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

A Comunidade Rennes Métropole em Rennes, França, adjudicou à Siemens o contrato para a construção de uma nova linha de metro automático, no valor de mais de 200 milhões de euros. A Siemens será responsável pela implementação integral do projecto chave-na-mão, que abrange desde o planeamento inicial da linha à instalação dos sistemas de comunicação, de controlo, comando e segurança e fornecimento de 19 veículos CityVal. A inauguração da nova linha está prevista para o final de 2018.

A primeira linha de metro francesa completamente automatizada, a linha A, também foi construída pela Siemens e entrou ao serviço em 2002. A nova linha, a linha B, terá um percurso predominantemente subterrâneo com 12,6 quilómetros e servirá 15 estações, incluindo o centro da cidade. As unidades automáticas, com pneus, da família CityVal foram seleccionadas porque são ideais para operação em linhas curtas com distâncias reduzidas entre estações. Mesmo sem a presença de funcionários, quer nos comboios, quer nas estações, o sistema Val proporciona a máxima segurança através de um sistema de controlo, via rádio, que liga a unidade aos sistemas instalados ao longo da linha (Communication-Based Train Control: CBTC). 

Estes veículos, automáticos e com pneus, exigem menos infra-estruturas para circular, o que tem impacto nos custos operacionais e no tempo necessário para implementar projectos chave-na-mão. Adicionalmente, têm consumos energéticos mais reduzidos, quando comparados com outros sistemas, e causam menos ruído e poluição bastando para tal optimizar a gestão da condução consoante as condições de tráfego da cidade.
As linhas orientadoras deste conceito, como a flexibilidade, simplicidade da infra-estrutura associada ao conforto, segurança, design moderno e respeito pelo ambiente sustentam a sua aplicabilidade.

Para o metro de Rennes, o CityVal apresentará uma configuração dupla com capacidade para até 100 passageiros. O número de unidades em operação pode facilmente ser ajustado consoante o fluxo de passageiros, permitindo realizar serviços a cada 2,5 minutos em hora de ponta, ou até menos. Os tempos reduzidos entre comboios e os tempos de viagem inferiores surgem como consequência da aplicação de rodas de borracha. Estas permitem maiores acelerações e paragens mais precisas e rápidas nas estações. Inicialmente, o sistema terá capacidade para 4000 passageiros por hora, mas esta poderá ser aumentada para até 15000 passageiros.

Nas composições, o conforto dos passageiros vai ser assegurado por janelas amplas, ecrãs dinâmicos e sistemas de informação com actualizações em tempo real. Por seu turno, um sistema de videovigilância e comunicações seguras via rádio vão garantir a segurança dos passageiros.

Casos de sucesso

Até à data, a Siemens construiu 11 linhas de metro tipo Val em todo o mundo, de entre essas destaque para o serviço de transporte de passageiros nos aeroportos de Orly e Charles de Gaulle em Paris, França e no O’Hare International Airport em Chicago, Illinois, EUA. Adicionalmente, em ambiente urbano, a Siemens tem sistemas a operar em Lille, Toulouse e Rennes, França, bem como em Taipei, Taiwan e Turim, Itália. Presentemente, a Siemens encontra-se ainda a construir um sistema Val na Coreia do Sul, Uijeongbu.

O CityVal foi criado com o objectivo de desenvolver um veículo inteligente e modular para operação dentro das cidades (CityVal) e para realizar ligações a aeroportos (AirVal). Este sistema é fruto de uma parceria estabelecida entre a Lohr Industrie e a Siemens, sendo a primeira empresa responsável pelo design e produção do veículo, e a segunda responsável pelo sistema na sua globalidade, do design à implementação, e ainda pela implementação geral do projecto, marketing e vendas. Além do referido, a Siemens é ainda responsável pelo comando e controlo dos veículos, pelo sistema de informação aos passageiros, pelas portas de protecção nas plataformas, alimentação, guiamento e PMO.


João Delgado 

 joao.delgado@siemens.com