Tools

Siemens PortugalSiemens Portugal

Site ExplorerSite Explorer
Close site explorer

Siemens instala soluções integradas para gestão de tráfego urbano a nível mundial

segunda-feira, 15 de julho de 2013

  • A mobilidade é um dos principais fatores de competitividade das cidades

  • Sistema de gestão integrado de multinacional alemã vai ser implementado pela quarta vez na Polónia

  • Solução Siemens reduziu cerca de 20% do tráfego em Londres em apenas uma década, transformando a cidade num case study de sucesso

  • Estratégia londrina pode ser adaptável a Portugal

A gestão do tráfego e as dificuldades de estacionamento são responsáveis por até 34% dos congestionamentos nas grandes cidades. Uma vez que a mobilidade é um dos principais fatores de competitividade a nível urbano, os dois maiores desafios das cidades só são ultrapassáveis através da implementação de respostas integradas, nas quais a gestão de estacionamento desempenha um papel estruturante.

A Siemens, através da divisão Mobility & Logistics do sector Infrastrutures & Cities, já instalou em várias cidades a nível mundial um sistema integrado de gestão detráfego que permite otimizar o crescimento do volume de circulação de veículos privados no centro da cidade e aumentar a eficiência do sistema de transporte público.

Solução Siemens chega à Polónia… pela quarta vez.

A cidade de Bialystok, na Polónia, é já a quarta naquele País a receber este sistema integrado de gestão de tráfego. O contrato recentemente adjudicado à multinacionalalemã, e avaliado em cerca de seis milhões de euros, deverá estar concluído na Primavera de 2015 e prevê a instalação do sistema de gestão de tráfego SitrafficConcert de forma a melhorar a circulação automóvel. Usando a tecnologia de controlo da Siemens, a administração da cidade espera poder gerir o volume crescente da circulação de tráfego no centro da cidade e fazer com que os transportes públicos sejam mais apelativos. O projeto assistirá ao estabelecimento do controlo, por parte da Siemens, no centro do distrito de Skladowa, que trará informação de trânsito de mais de 145 pontos de informação.

No futuro, o sistema da Siemens vai providenciar informação não só sobre a situaação do tráfego em direto mas também sobre horários dos transportes públicos: na internet, nos semáforos, por SMS e e-mail. Os utilizadores dos transportes públicos poderão obter informação sobre a situação geral do trânsito na cidade, podendo ajustar as suas rotas de acordo com a informação.

Londres – Uma gestão de sucesso.

Um dos exemplos mais emblemáticos dos resultados obtidos com esta solução é o de Londres, onde o sistema de gestão de tráfego implementado há cerca de uma década tem gerado melhorias significativas no trânsito da capital inglesa.

A otimização das ligações por comboio entre áreas suburbanas e o centro da cidade, a adoção de uma frota de autocarros que inclui, pela primeira vez, veículos de tecnologia híbrida (fornecidos, também, pela Siemens), um sistema de indicação precisa da localização de veículo e informação aos passageiros em tempo real, e a implementação de um sistema de controlo de acessos ao centro são algumas das medidas que resultaram numa menor circulação de veículos no centro da cidade.

Todas estas alterações conduziram à melhoria da qualidade do ar, a uma redução de cerca de 20% no tráfego no centro da cidade e de 150 mil toneladas de emissões de CO2, ao aumento de 37% na fluidez de tráfego, à redução de 17% nos tempos de comutação entre modos de transporte e à diminuição em cerca de 30% do tempo médio de deslocação.

Portugal:

Uma vez que a abordagem da Siemens a esta problemática é a de atuar sempre em parceria com a cidade, de forma a poder identificar quais as melhores soluções para dar resposta aos desafios concretos da mesma, a estratégia adotada em Londres poderá ser transponível para as cidades portuguesas tendo em conta as suas especificidades.

O estudo do The Economist (European City Index), que analisou 31 cidades europeias, onde se inclui Lisboa e Porto, concluiu que no contexto Europeu estas cidades ocupavam a 25ª e 29ª posição na categoria dos transportes. Tal significa que existe espaço para melhoria nesta área nestes dois centros urbanísticos, com previsíveis impactos positivos nos diferentes domínios económicos e sociais da cidade.

De acordo com Frederico Rauter, responsável pela área de Road and City Mobility da Siemens em Portugal, “a mobilidade é um aspecto fundamental quando se fala na competitividade das cidades, e por isso exige respostas integradas, nas quais a gestão de estacionamento desempenha um papel estruturante”.

A gestão de tráfego, além de atuar diretamente sobre o nível de emissões dos veículos que circulam, permite também a otimização do consumo de energia da respetiva infraestrutura (por ex. semáforos, controladores), resultando também na redução dos custos de operação associados, contribuindo assim para uma maior eficiência na gestão dos recursos económicos da cidade.


Salomé Faria 

 salome.faria@siemens.com