Tools

Siemens MoçambiqueSiemens Moçambique

Site ExplorerSite Explorer
Close site explorer

Siemens constrói centrais eléctricas na Líbia

terça-feira, 30 de janeiro de 2018


  • Energia para mais pessoas - capacidade de produção vai aumentar em 1,3 GW

  • Centrais vão ajudar a resolver cortes de energia frequentes

  • Valor dos contratos, incluindo manutenção de longo prazo, ronda os 700 milhões de euros

A Siemens acaba de assinar contratos com a empresa estatal GECOL - General Electricity Company of Libya – para a construção de duas centrais eléctricas que visam aumentar a capacidade de produção de energia da Líbia em aproximadamente 1,3 GW.

Ao abrigo destes contratos, a Siemens irá construir duas centrais eléctricas de ciclo aberto. Uma de 650 MW em Misrata, equipada com duas turbinas a gás de classe F, e outra de 690 MW em Tripoli West, que contará com quatro turbinas a gás de classe E. O valor total dos contratos, incluindo contratos de manutenção de longo prazo, ronda os 700 milhões de euros.

A Siemens tem apoiado a Líbia com tecnologia e conhecimento desde 1950. "Cerca de 30% da capacidade de produção de energia instalada na Líbia é baseada em tecnologia Siemens, e fornece energia eléctrica a dois milhões de pessoas", disse Willi Meixner, CEO da divisão Power and Gas da Siemens AG. "Quando estiverem concluídas, as centrais eléctricas de Misrata e Tripoli West ajudarão o país a resolver os actuais problemas causados por cortes de energia frequentes e imprevisíveis", acrescentou Meixner.

Para Rui Marques, director da Siemens Moçambique, “a fiabilidade do fornecimento de energia é fundamental para o desenvolvimento de qualquer economia, principalmente nos países onde ainda se enfrentam alguns desafios, como é o caso de Moçambique. Assim soluções como estas poderiam ajudar a responder às necessidades actuais do país nesta área”.


Rita Silva 

 ritas.silva@siemens.com