Tools

Siemens MoçambiqueSiemens Moçambique

Site ExplorerSite Explorer
Close site explorer

Siemens fornece turbinas a gás para grande projecto petroquímico em Omã

segunda-feira, 24 de abril de 2017


A Siemens e a sua unidade de negócio Dresser-Rand fornecerão dois trens de compressores accionados por turbina a gás e dois grupos geradores com turbinas a gás para o Complexo Industrial Liwa Plastics, um importante projecto petroquímico localizado em Omã. A unidade de extracção de líquidos de gás natural (NGL) em Fahud, situada a aproximadamente 300 km a sudoeste da capital Mascate, faz parte deste complexo industrial.

A central utilizará o mesmo tipo de turbina a gás para a produção de energia e para a compressão de gás. Graças à sua flexibilidade na utilização dos combustíveis, dimensões compactas e alta eficiência, a turbina a gás SGT-700 é especialmente adequada para estas centrais.

O fornecimento inclui quatro turbinas a gás industriais Siemens do tipo SGT-700. O Complexo Industrial Liwa Plastics transforma os NGL em plásticos de polietileno e polipropileno. Estes, por sua vez, são utilizados no processo de produção para embalagens, malas, mobiliário de jardim, carros e computadores. Este projecto permitirá a Omã produzir polietileno pela primeira vez por meios próprios.

O diretor geral da Siemens em Moçambique, Rui Marques, adianta que a utilização destas turbinas transcende a aplicação sectorial, sendo uma tecnologia apropriada para algumas das indústrias moçambicanas, permitindo um aumento exponencial da produtividade e eficiência. "Estamos com muita expectativa face à 6a Edição da Conferência e Exposição de Mineração, Petróleo, Gás e Energia, que decorre nos dias 25 e 26 de abril, em Maputo, para discutir o que de melhor se faz com este tipo de soluções", remata.

A encomenda foi atribuída pela construtora sul-coreana GS Engineering & Construction Corporation em nome da Orpic, empresa estatal que fornece serviços no sector de refinarias de petróleo e de petroquímica, que será responsável pela operação do complexo industrial. Prevê-se que a unidade de extracção de LGN entre em serviço em 2019 para extrair os valiosos gases naturais liquefeitos.


Rita Silva 

 ritas.silva@siemens.com